entre-contato

Institucional

Atividades Complementares

As Atividades Acadêmico-Científico-Cultuais, inseridas no contexto da formação acadêmica universitária, são identificadas como possibilidades do protagonismo do(a) estudante na construção dos saberes e na participação efetiva no mundo acadêmico e social em geral. Esse tipo de atividade é curricular, mas é planejada e realizada a partir do interesse do(a) estudante. Ele(a) deve ser estimulado a ser o(a) primeiro(a) a buscar os meios que possibilitem a integralização do seu currículo acadêmico.

As Atividades Acadêmico-Científico-Cultuais têm por finalidade propiciar ao aluno a oportunidade de realizar, em prolongamento ao currículo pleno, uma trajetória autônoma e particular, com conteúdos extracurriculares que lhe permitam enriquecer o conhecimento didático-pedagógico propiciado pelo Curso de Licenciatura em Filosofia. Essas Atividades estão adequadas à legislação vigente com respeito às Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Licenciatura em Filosofia.

Serão compreendidas como Atividades Acadêmico-científico-cultuais aquelas atividades não previstas na estrutura curricular das componentes curriculares obrigatórias, complementares e opcionais de cada curso, consideradas necessárias para a formação acadêmica e profissional do(a) professor(a). Serão válidas as atividades que façam parte das seguintes modalidades:

Ensino: cursos voltados para a formação de professor(a), promovidos pelo INSAF ou por outra IES, durante o período de integralização do curso. O critério será a área de conteúdos conexos aos objetivos do curso e ao perfil do egresso.

Pesquisa: participação em projetos de pesquisa institucionalizados ou desenvolvidos no INSAF. Nessa modalidade estão contemplados: Programas de Pesquisa, Programas de Iniciação Científica e Publicações.

Extensão científico-cultural: participação em eventos científico-culturais cuja temática seja conexa ao perfil do curso; apresentação de trabalhos em eventos científico-culturais cuja temática seja conexa ao perfil do curso.

Extensão Comunitária e Voluntariado: participação em programas ou projetos de extensão institucionalizados, abertos à comunidade e cuja temática seja conexa ao perfil do Curso.

Representação estudantil: exercício de cargo de representação estudantil.

A carga horária global definida para tais atividades, de acordo com as disposições regulamentares, perfaz 200 horas, distribuídas nas atividades previstas no Projeto Pedagógico:

Cursos e mini-cursos que estejam relacionados com os objetivos, conteúdos e programas específicos das estruturas curriculares de cada Curso. Seminários, Simpósios, Congressos, Conferências, Mesas Redondas e atividades afins poderão gerar carga horária computável se seguirem os seguintes critérios:

Participação geral, com inscrição e certificado: a computação de horas dependerá da duração das horas de participação descritas no certificado; para os casos de omissão de horas, valerá o certificado e um relatório do evento, computando 10 horas;

Participação efetiva, como membro de mesa, como expositor, como palestrante, etc. Será computada as horas que constem no Certificado de Participação;

Apresentação de resultados de pesquisas, de relatórios, de elaborações didático-pedagógicas: a avaliação considerará o trabalho escrito e o ato da apresentação;

Quando o trabalho for resultado de vivência didático-pedagógica, tipo laboratório e oficina, a computação de horas será feita em base ao relatório e/ou material produzido.

A Monitoria deve ser desenvolvida de acordo com a Coordenação do Curso e apresentada por um(a) professor(a). Essa atividade deve ser planejada, acompanhada e avaliada pela Coordenação de Curso. Durante todo o curso o(a) aluno(a) poderá exercer Monitoria duas (2) vezes.

Os Cursos de Extensão, promovidos pelo INSAF ou por outras IES, para que possam gerar carga horária, devem obedecer ao interesse teórico e prático da formação profissional específica do(a) aluno(a).

Todas as formas de Iniciação Científica, promovidas pelos núcleos de pesquisa do INSAF, poderão resultar em participação e elaboração de trabalhos. Para tal, é necessário:

  • A participação em um núcleo de pesquisa;
  • A elaboração de um projeto e sua aprovação pelo(a) professor(a) responsável;
  • A apresentação do resultado da pesquisa, de acordo com a programação do núcleo.

Outras atividades culturais e/ou sociais de cunho educativo e voluntário.

A computação de carga horária será realizada pela Secretaria do Curso e obedecerá aos seguintes critérios:

Ao final de cada ano letivo, dentro dos prazos de realização de provas finais, o aluno apresenta à Secretaria a solicitação de computação de carga horária;

Toda solicitação deve ser acompanhada da documentação comprobatória exigida;

Toda documentação referente a tais atividades realizadas por outra IES será objeto de análise da Coordenação, podendo ser recusada e indeferida se não obedecer às orientações internas do INSAF;

Outras atividades, não contempladas nessas orientações, poderão ser julgadas como Atividades acadêmico-científico-culturais desde que:

  • Haja a apresentação da documentação comprobatória;
  • Tenham relação com a formação específica oferecida pelo Curso;
  • Sejam deferidas pela Coordenação do Curso;
  • Os casos mais complexos sejam objeto de análise e decisão do Pleno Pedagógico do Curso.

Seguem as principais atividades vivenciadas no INSTITUTO SALESIANO DE FILOSOFIA, na dimensão das Atividades Acadêmico-Científico-Culturais.

1. PESQUISA

A preocupação com a pesquisa no Instituto Salesiano de Filosofia vem de algum tempo. Desde os anos 1990 foram criados o Caderno de Filosofia e a Studium – Revista de Filosofia. Entre os anos de 2004 e 2006 o INSAF obteve financiamento da FACEPE para concessão de bolsas de iniciação científica a três de seus alunos naquele período. Desde o ano de 2009 procurou-se sistematizar as atividades de pesquisa através da criação de um setor específico (NUPPE) que estimula e organiza o trabalho de pesquisa. Neste ano de 2010 estão em funcionamento os seguintes grupos de estudo e pesquisa:

  • NEJEC: Núcleo de Estudos em Juventude, Educação e Cultura.
  • GRUPO COGITO: Estudos em Teoria do Conhecimento.
  • GRUPO PAIDÉIA: Subjetividade e Cultura na Formação do Homem Grego.
  • GRUPO HEGEL E AS CIÊNCIAS FILOSÓFICAS: Lógica, Natureza e Espírito.

2. SEMANA DE ARTES E INICIAÇAO CIENTÍFICA

Com o propósito de promover a socialização e o estímulo de iniciativas voltadas para o trabalho de iniciação científica, bem como a manifestação dos resultados desse processo através das mais variadas formas artísticas é que o Instituto Salesiano de Filosofia realiza desde o ano de 2004 a sua Semana de Artes e Iniciação Científica.

A semana de Artes e Iniciação Científica, sempre realizada no mês de maio de cada ano, apresenta uma temática geral a ser desenvolvida ao longo de seus dias. São muitas as atividades promovidas na semana: Conferência de Abertura, mini-cursos, oficinas, mesas-redondas, sessões de comunicação, palestras, teatro, cinema, artes plásticas, música, poesia, etc.

3. MINI-CURSOS

Há uma preocupação permanente do Instituto Salesiano de Filosofia em oferecer oportunidades de aprofundamento aos seus estudantes e à comunidade em geral. É nessa perspectiva que a cada semestre são oferecidos alguns mini-cursos versando sobre uma problemática contemporânea, sobretudo em torno da filosofia e da educação, como também acerca da obra de determinado filósofo.

A oferta de mini-cursos também é de grande valia pra o estudante atingir as horas necessárias de sua carga horária de atividades complementares. Os mini-cursos sempre são ministrados por especialistas reconhecidos em suas áreas de aprofundamento.

4. MOSTRA DE ESTÁGIO E O DOCFILOSOFIA

A mostra de estágio, uma experiência de socialização do trabalho de intervenção pedagógica e de magistério que os alunos realizam ao logo do curso, tem se constituído como um espaço rico de trocas de práticas e saberes sedimentos durante o ano e todo o curso (lembrando que nesse momento os alunos concluintes partilham o resultado de todo o seu tempo de estágio).

Na mesma semana em que ocorre a Mostra de Estágio tem acontecido o DOCFILOSOFIA. Uma experiência que reúne uma ou mais disciplinas e que tem por finalidade apresentar a discussão de problemáticas filosóficas através da produção de pequenos documentários. No ano de 2010, o DOCFILOSOFIA já estará em sua 5ª. Edição.

5. REVISTA STUDIUM

Desde o início dos anos 1990 que o Instituto Salesiano de Filosofia atenta para a necessidade de um veículo de socialização das pesquisas e reflexões de seus professores e de pesquisadores de outras instituições. Para tanto, foi criada no ano de 1992 a Revista Studium. Foram lançados alguns números, porém, a iniciativa ficou interrompida por algum tempo. No ano de 2000 a revista foi reformulada e passou a ser publicada de forma ininterrupta até o presente momento.

Uma demonstração da seriedade e do reconhecimento da Revista Studium pode ser verificada pela quantidade significativa de permutas nacionais e internacionais com periódicos de grande prestígio, sobretudo nas áreas de filosofia e educação. Atualmente as permutas da Revista Studium giram em torno de quase cem publicações.

Além da Revista Studium, o Instituto Salesiano de Filosofia também editou uma série de Cadernos Filosóficos, denotados de Cadernos de Filosofia, produzidos com os melhores trabalhos monográficos realizados por seus alunos e professores. Os Cadernos de Filosofia está sendo editado novamente, com os trabalhos resultantes da dimensão de Trabalho de Conclusão de Curso (oficializado na matriz curricular do Curso de Licenciatura em Filosofia), e com os resultados da pesquisa e dos grupos de estudos. Também é importante ressaltar a participação do INSAF na co-edição de livros voltados para a Filosofia, a Educação e a Metodologia do Trabalho Científico.

6. EXTENSÃO

No Plano Acadêmico estão definidos os programas de extensão, viabilizando a participação de aluno em atividades voltadas para o social, oportunizando, através da extensão o fortalecimento do ensino, a ampliação das experiências e maior integração com a comunidade. Tudo isso visando à melhoria da qualidade de vida, o enriquecimento das relações de aprendizagem e do desenvolvimento profissional.

A Extensão Universitária é o processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre IES e sociedade. Nessa perspectiva, a Extensão é uma via de mão dupla, com trânsito assegurado à comunidade acadêmica, que encontrará na sociedade a oportunidade da elaboração da práxis de um conhecimento acadêmico. No retorno à Universidade, docentes e discentes trarão um aprendizado que, submetido à reflexão teórica, será acrescido àquele conhecimento. Esse fluxo, que estabelece a troca de saberes sistematizados, acadêmico e popular, terá como conseqüências:

  • produção do conhecimento resultante do confronto com a realidade brasileira e regional;
  • democratização do conhecimento acadêmico;
  • participação efetiva da comunidade na atuação da instituição de ensino superior (IES).

Além de instrumentadora desse processo dialético de teoria/prática, a Extensão é um trabalho interdisciplinar que favorece a visão integrada do social. No Instituto Salesiano de Filosofia, entende-se como Extensão Universitária as seguintes atividades: programas de extensão, projetos de extensão, eventos de extensão, cursos de extensão e serviços.

Programas de Extensão - conjunto de projetos de caráter educativo, artístico, cultural e científico, com propósitos comuns, objetivos específicos e complementares, de natureza contínua.

Projetos de Extensão - conjunto de atividades de caráter educativo, artístico, cultural e científico, visando articular os processos formativos e de produção do conhecimento e possibilitar ações interativas entre a IES e a comunidade, com metas e prazos definidos;

Eventos de Extensão - atividades de natureza episódica e de caráter educativo, artístico, cultural e científico (congressos, seminários, fóruns, oficinas, mesas-redondas, exposição de Arte e outros).

Cursos de Extensão - atividades que têm como propósito rever, apresentar ou debater temas de interesse técnico-científico e cultural, em qualquer área do conhecimento.

Serviços - atividade que tem como propósito oferecer à comunidade, os mais variados serviços tendo por base as áreas de atuação do Instituto Salesiano de Filosofia, como, por exemplo, as Escolas Salesianas de Ensino Fundamental e Médio, onde alunos e professores do Curso de Licenciatura em Filosofia trabalham as atividades pertinentes aos estágios curriculares obrigatórios e extra-curriculares.

PORTARIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Clique aqui para Download.

assinatura insaf
©2011 - INSAF - Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por: Click N - Soluções Online